15-07-2016 Filho que foi roubado pelo pai, reencontra mãe após 39 anos

A semana foi marcada por um dos momentos mais emocionantes que pudemos vivenciar, o reencontro, mãe e filho separados por 39 anos.
Entenda o caso:
Maria Garcia era casada e em uma determinada noite o marido que estava mantendo um relacionamento com outra mulher, resolve cometer um ato que mudaria para sempre à vida dessa família, fugiu com os cinco filhos do casal, Maria contou a nossa reportagem que na noite do fato, saiu desesperada atrás do marido, gritando pelas ruas enquanto assistia o homem levar as crianças que naquela época eram bem pequenas, duas meninas e três meninos, levados sem deixar pistas para o desespero da mulher.
Nos dias seguintes Maria tratou de procurar pelas autoridades locais, mas sem êxito, começava ali uma peregrinação em busca de pistas e algo que indicasse o paradeiro do agora ex-marido e os cinco filhos.
Foram 39 anos de procura, telefonemas, buscas em cartórios e casas de adoção, a única pista que surgiu é que o marido impossibilitado de cuidar das crianças se desfez de uma por uma, aliado a outro problema, cada uma em uma cidade diferente.
O reencontro:
Com a ajuda de várias pessoas que Maria prefere chamar de “anjos” o primeiro filho começa a surgir como possibilidade real de reencontro.
Através de telefonemas e buscas, para a cidade de São Pedro e com a ajuda da assistente social buscam pelo nome através do cartão do SUS (Serviço Único de Saúde), com as informações obtidas foi possível chegar até o endereço e telefone do rapaz.
Maria foi avisada que seu filho havia sido encontrado, tratava-se de Mauro, agora com 43 anos, na época que foi levado de casa tinha apenas 3 anos.
A data e local para o encontro foi marcada, segunda-feira dia 11 de julho de 2016, dia que marcaria para sempre o fim de uma distancia no tempo e espaço.
39 anos, uma hora de viagem e 108 km separavam mãe e filho que agora mal se conhecem por irresponsabilidade de um homem que causou um estrago sem fim nessa família. Mauro contou que foi criado por uma senhora e durante anos foi enganado por todos que diziam que sua mãe havia se separado de seu pai e fugido com outro homem, abandonando os filhos, contou também que nunca acreditou nessa história, pois sempre que tentava se aprofundar no que havia ocorrido, todos desconversavam e mudavam de assunto.
Quando chegou ao local marcado, Maria e Mauro se olharam, mesmo sem descer do carro Maria disse, “olha ele ali”, o homem que muito com ela se parecia, olhava ansioso para ver sua mãe, desce do carro chorando e gritando “meu filho, meu filho, nunca mais ninguém vai nos separar, vou te dar todo carinho que não pude”, aos prantos todos que assistiam a cena emocionados, aguardavam as reações em lagrimas.
O encontro durou algumas horas e ao fim, marcaram de se conhecerem melhor com visitas mais frequentes.
Subimos a serra de volta para Dois Córregos com uma única certeza, nem o tempo nem a distância, nem a maldade daqueles que maquinam  o mal pode acabar com um amor verdadeiro, ao perguntar para Maria o que é mais importante nessa vida, logo respondeu “O Amor, esse momento de reencontro com meu filho, nem carro, nem dinheiro, nada é mais importante”, lição aprendida e sentimento de dever cumprido foi o que nos motivou nessa matéria especial, agora faltam mais 4 filhos a procura continua.

 

 

 



Esta matéria teve 293 visitas até agora. Data da publicação: 22/08/2016

Publicidade