05-08-2016 Editorial: A sorte está lançada

Fim das convenções partidárias e os candidatos já estão escolhidos. A partir de agora o processo eleitoral segue seu rumo. E o que resta para nós? Muita dedicação na pesquisa sobre os candidatos.
Sim, pesquisa mesmo. É importantíssimo, diante do cenário político que estamos vivendo, que aprofundemos nossos conhecimentos políticos. Afinal, o resultado da eleição dependerá única e exclusivamente de nós mesmos. Você sabe qual a responsabilidade de cada cargo? Sabe o que faz o vereador? Sabe o que faz o prefeito? Pois bem. São eles que você elegerá no próximo dia 2 de outubro.
O brasileiro reclama da situação que vive, mas é responsável por proporcioná-la. É contra o crime, mas aceita uma esmola de candidato em troca de voto. Não sabemos identificar quem é menos honesto nessa situação. O candidato, que aproveita para esbanjar o dinheiro da campanha (ou melhor nosso), ou a população que aceita vender o seu direito por tão pouco. E vale destacar que alguns, além de aceitarem esta compra, na hora do voto escolhem o outro. É tanta sujeira junta, que é melhor não pensar que essa é a nossa realidade.
Pois bem. Mais esclarecidos ou menos esclarecidos, ricos ou pobres, negros ou brancos, não faz diferença, a contagem do voto é singular. Você quer ser valorizado? Quer realmente ser atendido de forma decente nas unidades de saúde, nas instituições de ensino e demais órgãos públicos? Então para isso você precisa mudar o que hoje não funciona.
Seja curioso. Quanto tempo você passa diariamente na internet? Quanto tempo do seu dia você desperdiça com assuntos supérfluos? Invista um pouco desse seu tempo na busca por informações sobre os candidatos. Saiba quem são eles, que cargos já ocuparam, o que já fizeram, a quem estão aliados. Porque atrás de um candidato, há muitos outros políticos escondidos. Eles já foram representantes no seu município? Que verbas trouxeram? Onde investiram? Como recepcionaram a população na câmara? Quantos projetos levantados pela comunidade foram apreciados por eles?
É importante desconfiarmos das pessoas. É importante termos dúvidas. É importante querermos saber mais quem são de verdade os nossos candidatos, mas não eles como pessoas, e sim como políticos.
Estamos vivendo um momento difícil e que jamais imaginávamos passar. E essa situação foi ocasionada por nossas escolhas. Que sirva de exemplo para colocarmos a mão na nossa consciência e sairmos do comodismo que nos toma conta. A propaganda eleitoral é importante, mas lembre-se que o discurso é ensaiado e decorado. Portanto, busque mais, investigue mais, tenha mais curiosidade, vá a fundo e tenha argumentos para sustentar o seu voto, pois você será cobrado por isso.



Esta matéria teve 295 visitas até agora. Data da publicação: 22/08/2016

Publicidade