12-08-2016 Parque Ecológico do Rio Taló torna-se ponto de encontro

Inaugurado há quase quatro meses, em 07 de abril, aniversário de 93 anos da cidade, o Parque Ecológico de Torrinha, ou do ‘Rio Taló’, como todos chamam, já caiu no gosto popular tornando-se atração constante para os moradores em especial as crianças. O parque deu uma nova paisagem para o local e é a realização de um antigo sonho da administração.
Construído em uma área erma, sem utilização e coberta por mais de um metro e meio de mato, logo abaixo da Estação Ferroviária, o local passava despercebido até mesmo por aqueles que passavam por lá todos os dias.
Com academia ao ar livre, pista para caminhada, bicicletário e playground o Parque é o ponto de encontro de crianças e adultos para a prática de esporte e lazer. Regularmente acontece também aulas de dança que tem reunido uma grande quantidade de pessoas no local. Nem o período frio do ano tem espantado os frequentadores.
 “Era um local ermo, sem utilidade que nós transformamos em um enorme espaço de lazer. Ao longo dos anos ele poderá ser aperfeiçoado e ser um excelente local de convívio dos torrinhenses. Ver o sorriso no rosto das crianças é o que faz essa obra ter valido a pena”, comenta o prefeito Thiago Rochiti.
Quem incentivou a ideia foi a paisagista torrinhense, Cibele Zanforlim, responsável pelo projeto, que hoje se diz feliz e orgulhosa ao vê-lo pronto. No dia da inauguração, Cibele ajudou a fazer o plantio simbólico das primeiras mudas de árvores nativas – mais de 250 no total – junto às crianças alunas das escolas EMEIEF João Seber e Agrícola. Cibele é arquiteta e urbanista de Formação com Especialização em Recursos Hídricos e Ecologia Aplicada pela USP de São Carlos, além de especialista em Silvicultura Urbana, Paisagismo e Botânica pela ESALQ de Piracicaba.
Cibele conta que a idéia nasceu em 1998 quando precisou fazer a tese da faculdade de arquitetura. “Anos mais tarde quando o prefeito Thiago Rochiti assumiu, ele me chamou para conversar. Minha alegria foi tanta que doei todo o Projeto para colocá-lo em prática, afinal, não é todo dia que o seu sonho se realiza”, relembra.
“Recuperar uma área que antes não tinha nenhum uso para o município e entregar um espaço como este significa investimento em saúde pública, lazer, esportes e meio ambiente é realizar o que nós Arquitetos chamamos de ‘acunpuntura urbana’. Isso significa melhorar a qualidade de vida da população do entorno e com reflexos em toda a cidade. Acredito que todos nós envolvidos neste projeto estamos realizados e felizes, pois, já é nítida a ocupação pelas crianças e pelas pessoas que mesmo sem o Parque estar concluído totalmente, já estão usando todos os espaços”, comenta Cibele.
São mais de 400m de extensão entre as ruas São José e Irene Lacerda com parquinho infantil e academia ao ar livre para adultos, além de local para caminhada e o próprio rio agora livre do despejo de esgoto. O parque recebeu o nome de Antônio Paulo Dalfito, conhecido comerciante da cidade que faleceu há um ano. O nome ‘Taló’ surgiu por conta de uma família italiana que vivia no local que acabou dando nome ao ribeirão.

 



Esta matéria teve 292 visitas até agora. Data da publicação: 22/08/2016

Publicidade


Warning: mysql_fetch_array() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home2/jornalod/public_html/2011/include/bnview.php on line 7



Warning: mysql_fetch_array() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home2/jornalod/public_html/2011/include/bview.php on line 7