23-08-2016 QueenNut investe em tecnologia para o produção de mudas

A QueenNut Macadamia possui mais de 100 mil mudas em seu viveiro para plantio em área própria e para a comercialização. Anualmente comercializa em torno de 50 mil mudas enxertadas. É o único no país certificado pelo MAPA (Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento). O seu sucesso como viveirista surgiu do seu constante investimento em programas de treinamentos de seus colaboradores e também no emprego de tecnologias no sistema produtivo. Dentro do processo de expansão da empresa e de seu cultivo, foram construídas estufas para a produção de mudas com grande qualidade, com um sistema de produção diferenciado, onde a irrigação opera por programas eletrônicos e a aclimatação das pequenas árvores ocorre integralmente via sistema mecânico, destaca-se a este sistema de produção um grande controle da sanidade e qualidade da produção.
A produção das mudas de macadamia leva aproximadamente 18 meses, desde a semeadura até a enxertia. O enxerto que é a garantia da precocidade da produção e a certeza do plantio de novas árvores altamente produtivas é um processo que une duas plantas, a primeira que se denomina porta-enxerto ou “cavalo”, que é a base da planta é a parte rústica, ou seja, é a planta que garante a resistência e crescimento da futura árvore, já o enxerto ou “cavaleiro” que é a parte de cima é a variedade que possui alta produtividade, nesse intuito a enxertia agrega a rusticidade versus a produtividade. Após o enxerto, os funcionários finalizam o procedimento com uma fitabiodegradável, importada do Japão. “Essa fita que utilizamos é de alta tecnologia, funciona como se fosse o curativo, para que o enxerto se cicatrize e a planta possa seguir com seu crescimento. Por ser biodegradável não precisa ser retirada depois”, explicou o gerente agrícola e engenheiro agrônomo, Leonardo Moriya.  
Outras tecnologias também são empregadas na produção, como por exemplo, os fertilizantes foliares organo-minerais, fertilizantes de substrato envoltos em polímeros e que fornecem os nutrientes para as plantinhas de forma lenta e parcial, nutrindo-as por vários meses. “Esse adubo funciona por até seis meses e é liberado conforme a necessidade”, acrescentou ainda. Somente depois de todo esse procedimento, as plantas estarão prontas para irem para o campo e seguirem com seu crescimento e desenvolvimento, estabelecendo desta forma, pomares comerciais de alto padrão, com mudas que desde o seu começo foram produzidas com qualidade e identidade varietal. Os produtores irão estabelecer seus pomares com segurança, sabendo que suas mudas são provenientes de um viveiro que possui todo este “knowhow” em produção de mudas de nogueira macadâmia.

 



Esta matéria teve 306 visitas até agora. Data da publicação: 27/09/2016

Publicidade