16-09-2016 Festa da Macadâmia se firma como tradição de Dois Córregos

A 4ª edição da Festa da Macadâmia aconteceu entre os dias 9 a 11 de Setembro, em Dois Córregos e foi um sucesso de público, já se firmando entre as festividades tradicionais do município. A realização foi da Prefeitura Municipal, através da organização do Instituto Usina de Sonhos e da QueenNutMacadâmia.
Participaram as entidades Apae, Acodecor, Estação das Luzes, Rede do Câncer, Projeto Coragem, Usina de Sonhos, Casa da Criança, União Afro, Arevu, Lar Tito Paiva, Lar São Vicente de Paulo e Paróquia do Divino Espírito Santo. Toda a renda foi revertida para o desenvolvimento de projetos e atividades das entidades.
Segundo estimativa dos seguranças e dos Bombeiros, aproximadamente 15 mil pessoas passaram pelo local nos três dias de festa para prestigiar as atrações musicais com a Banda Rock História, a dupla sertaneja “Ruan& Molina”, Banda Rotor e Grupo Sinhá.
A abertura da festa, no dia 9, com a santa missa com padre José, de Dourado, foi um momento de grande emoção da festa com a presença das famílias doiscorreguenses. E, no domingo, durante todo o dia as atrações reuniram visitantes na Praça Arthur de Carvalho, como a exposição de carros antigos e também, as atrações para o público infantil.

Visita de campo divulgou todo o potencial do cultivo da noz macadâmia

Um grupo de aproximadamente 30 pessoas participou na manhã do sábado, dia 10, de uma visita de campo na empresa QueenNutMacadâmia. Eles puderam conhecer todas as dependências da fábrica, do viveiro de mudas e do pomar da empresa que é responsável por 40% da exportação da noz brasileira.
A apresentação foi realizada pelo diretor da empresa, Pedro Toledo Piza, pelogerente agrícola, Leonardo Moriya e pelos empresários proprietários Dr José Eduardo Mendes Camargo e Maria Teresa Egreja Camargo (Teca). Foram apresentadas informações de todo o processo de inovação e investimentos que a empresa vem realizando, como recentemente a aquisição de uma seletora digital importada da China, ampliação da fábrica e modernização da linha de produção.
O objetivo da empresa é trabalhar a expansão da cultura na região, divulgando o potencial de mercado que está em crescimento. “O que nós precisamos é aumentar a produção, principalmente, na nossa região. O cultivo é uma ótima opção de negócio, com alta rentabilidade. A QueenNut é uma empresa consolidada e garantimos a compra do produto”, explicou Pedro Piza.
Além disso, também foram externadas informações técnicas como a possibilidade do plantio consorciado de culturas, que é uma boa ferramenta para aumentar o aproveitamento da área rural. O consórcio de culturas pode ser realizado com soja, milho, café, cereais, entre outros. Também foram apresentados os valores para investimento inicial no plantio, bem como as opções de linhas de financiamento estaduais e federais. “Oferecemos todo o suporte técnico e toda orientação para quem se interessa em conhecer mais”, acrescentou ainda o gerente agrícola, Leonardo Moriya.
O grupo foi composto por participantes de Dois Córregos, também de Mineiros do Tietê, Jaú, Bocaina, Dourado, Ribeirão Preto, Sertãonzinho, entre outros. “A macadâmia representa a possibilidade de diversificação da cultura na região. É um produto que faz bem à saúde e cada vez mais o consumidor busca consumir alimentos saudáveis”, explicou ainda o empresário Dr José Eduardo.
Ao final houve almoço de confraternização.
Participantes/ O agricultor Aparecido José Gamba foi um dos que acompanharam o grupo. Ele produz café e cana de açúcar em sua propriedade e achou a experiência excelente. “Gostei muito das explicações que aprendemos hoje. Eles fornecem a orientação que a gente precisa e fiquei animado em saber ainda mais, pois a rentabilidade é excelente”, comentou. “A macadâmia é uma cultura que tem um futuro muito bom, se adapta a diferentes níveis de escala, tanto pequena ou grande; tem diversos níveis de tecnologia e permanece bem diante da crise da economia que passamos hoje”, acrescentou ainda outro participante, Luiz Junqueira, de São Paulo.
O agricultor Marcos Francheschi, de Jaú, também esteve presente e se agradou das explicações que recebeu. “É uma cultura que me parece uma boa opção, com uma rentabilidade atrativa. Vou estudar um pouco mais para iniciar um plantio, já a partir deste ano. Eu vim para buscar novas opções de cultura e acredito que encontrei”, frisou.
Frederico Biaggio Becker é produtor de orquídeas em Ribeirão Preto e já utiliza a casca da noz como substrato em seu viveiro. “Visitei todo o plantio, pude esclarecer muitas dúvidas e achei fantásticas as perspectivas de rentabilidade. Também estou estudando a possibilidade de plantar macadâmia”, finalizou.

Curso “Alimente-se bem com macadâmia”

Realizado em parceria entre a QueenNutMacadâmia e o SESI (Serviço Social da Indústria), o curso “Alimente-se bem com macadâmia”, foi realizado na sexta-feira, dia 9, no Museu da Gente (antigo Clube Recreativo). Um grupo de aproximadamente 20 participantes acompanhou as orientações da nutricionista Marília Padula. Quatro receitas foram preparadas, sendo elas: Salada de macarrão crocante, Torta de maçã com macadâmia, Filé de tilápia com crosta de macadâmia ao pesto e Cookies de chocolate com macadâmia. “Escolhemos algumas receitas variadas e adaptamos usando o azeite de macadâmia e também a noz macadâmia. A macadâmia tem um sabor marcante e pode ser combinada nas receitas doces e salgadas, usando seu toque pessoal e a criatividade”, explicou a nutricionista aos participantes.
O curso teve a finalidade de orientar e ensinar a população a adquirir hábitos alimentares saudáveis e também a utilizar os alimentos integralmente. “O curso foi muito interessante e agradou aos participantes. Dois Córregos caminha hoje para se tornar um polo gastronômico, já percebemos pelo entusiasmo das pessoas e pela inserção da macadâmia como um alimento tanto do dia a dia, tanto para receitas mais elaboradas”, comentou o empresário da QueenNutMacadâmia, Dr José Eduardo Mendes Camargo.

Concurso Gastronômico: um Festival de delícias com macadâmia

O Concurso Gastronômico reuniu no sábado, dia 10, diversos participantes que apresentaram suas receitas, doces e salgadas. A realização aconteceu na Praça Arthur de Carvalho, teve apresentação do locutor Ricardo Pereira e foi acompanhada pelo público. Os participantes foram: Categoria Doces: Ana Laura Sêneda - Bolo de brigadeiro com macadâmia, Antonio Daniel Mangili - Travesseiro de anjo, Samir de Souza - Cookie de macadâmia e com chocolate branco, Maria Nilcéia Masiero Scatimburgo - Bolo de macadâmia, Nildes Esteves Parente - Foundant de noz macadâmia, Cristiane Trombeta Moino - Bolo gelado de macadâmia, Nilva Minatel Clemente - Torta de macadâmia, Therezinha CorbeBernava - Pavê de macadâmia, Marli Ferreira Minatel - Torta de chocolate com macadâmia e Rosemary FuzaroZago - Panqueca de beijinho com macadâmia. E, também, na categoria Salgados: Antonio Daniel Mangili - Risoto de macadâmia e leite de coco, Benedita Reis Garcia - Panquecas de macadâmia, Gabriela Coradi Garcia - Risoto de tomate seco e macadâmia e Neusa Coradi - Kibe recheado com carne e macadâmia. O júri foi composto por três pessoas: a empresária e proprietária da QueenNutMacadâmia, Maria Teresa Egreja Camargo (Teca); pela bióloga e especialista em segurança alimentar, Isabela Piza e pelo empresário especialista em sobremesas, Tiago Deluca de Jaú.
Os vencedores na categoria Doces foram: 1º lugar - Nilva Minatel Clemente - Torta de macadâmia, 2º lugar - Ana Laura Sêneda - Bolo de brigadeiro com macadâmia e em 3º lugar - Rosemary FuzaroZago - Panqueca de beijinho com macadâmia. Na categoria Salgados foram: 1º lugar - Gabriela Coradi Garcia - Risoto de tomate seco e macadâmia, 2º lugar - Antonio Daniel Mangili - Risoto de macadâmia e leite de coco e em 3º lugar - Neusa Coradi - Kibe recheado com carne e macadâmia. Além do reconhecimento de suas receitas, eles receberam como prêmios batedeiras, multiprocessadores e cestas com produtos da noz macadâmia. “O número de inscritos foi uma grata surpresa e também a diversidade dos pratos. Foi difícil ser jurada, pois todos estão muito gostosos e bem preparados. Agradeço também ao público que veio assistir. A QueenNut fica lisonjeada em perceber a que a macadâmia está se tornando parte da cultura da nossa cidade”, comentou a empresária Maria Teresa (Teca).
No encerramento, o empresário e poeta Dr José Eduardo declamou uma poesia finalizando o concurso gastronômico.

 



Esta matéria teve 309 visitas até agora. Data da publicação: 27/09/2016

Publicidade


Warning: mysql_fetch_array() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home2/jornalod/public_html/2011/include/bnview.php on line 7



Warning: mysql_fetch_array() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home2/jornalod/public_html/2011/include/bview.php on line 7