21-10-2016 Editorial: Cadê o pão?

Talvez você não tenha lido nada sobre desemprego por esses dias. Porém, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) divulgou na semana passada, que 22,7 milhões de pessoas em idade produtiva estão sem emprego ou trabalham menos do que poderiam. O que acha desse número?
Parece assustador, não é mesmo? Mas é real e se refere ao segundo trimestre deste ano. O número corresponde à soma dos desempregados, subocupados e inativos com potencial para trabalhar no país. Isso representa 13,6% dos 166,3 milhões de pessoas com idade para trabalhar.
E não para por aí. Outra informação recente é da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad-Contínua), que aponta que a taxa de desemprego aberto bateu em 11,8% da População Economicamente Ativa (PEA) em agosto, totalizando 12 milhões de vítimas.
O estudo também revelou que muitas pessoas têm deixado de procurar emprego por vários motivos. O principal é que a busca diária não compensa os gastos com transporte, alimentação fora de casa e outros custos. O que fazer com essa crise? Sem emprego e sem condições de procurar emprego. Priorizar a comida em casa ou gastar com transporte? Comprar remédio ou gastar com alimentação fora de casa e impressão de currículos? Parecem ser dúvidas cruéis. E são.
O desânimo aumenta na mesma proporção que o número de desempregados. E a expectativa de encontrar um emprego anda na contramão. E quando isso vai melhor? Bom, só quando a economia melhorar e as pessoas se motivarem a procurar empregos. Isso tem data para ocorrer? Infelizmente, não. O que mostram os dados recentes é que o desemprego está elevado e não há indicativos de queda.
Diante desse cenário desanimador, o que resta é buscar motivação, mesmo que não a tenha. Ficarmos de mãos atadas não resolverá o problema e não trará comida para dentro de casa. Mudar de ramo, não exercer a profissão de formação, enfim, qualquer alternativa é válida nesse momento. Temos que lembrar sempre que trabalho nenhum é vergonha. E, enquanto isso, esperamos, porém não de braços cruzados, por dias melhores.



Esta matéria teve 281 visitas até agora. Data da publicação: 07/11/2016

Publicidade


Warning: mysql_fetch_array() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home2/jornalod/public_html/2011/include/bnview.php on line 7



Warning: mysql_fetch_array() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home2/jornalod/public_html/2011/include/bview.php on line 7