18-11-2016 Boato esclarecido: autor do crime em 2011 permanece preso

Com o intuito de esclarecer, a reportagem de “O Democrático” e da Rádio Cultura Regional AM, por meio do trabalho do repórter policial Ricardo Pereira fez contato com a mãe de José Márcio. Bastante assustada pelas ameaças que vem recebendo, ela explicou que seu filho permanece preso, na Penitenciária de Iaras/SP. Os boatos tem causado diversas reações na comunidade, prejudicado e causando constrangimento às duas famílias envolvidas no crime. A mãe ainda relatou que recebeu ameaças que iriam apedrejar a sua casa, atear fogo e invadir para ver se José Márcio ali estaria escondido. 

No julgamento, José Márcio foi condenado há 22 anos de prisão e até a presente data permanece preso. “Gostaria que alguma providência fosse tomada em relação a isso, porque sei que essa história está assustando muitas pessoas e causando problemas tanto para nós, quanto para a família da vítima”, finalizou ela. 

O crime/ O garoto Rafael Peres, de 11 anos, foi violentado e em seguida, enforcado. O crime aconteceu em uma propriedade na zona rural. O acusado trabalhava como lavrador no local. O fato aconteceu após ele atrair o garoto para um lugar ermo. Depois do ato, a criança teria ameaçado contar o que havia ocorrido para sua mãe, o que o levou a matá-lo. José Márcio é natural de Pernambuco e já havia sido acusado anteriormente de estupro de uma mulher, ocasião em que por ser menor de idade, permaneceu preso na Fundação Casa. 

 

 

 



Esta matéria teve 71 visitas até agora. Data da publicação: 07/12/2016

Publicidade