24-03-2017 Empasse entre APAE e Prefeitura interrompe atendimento para maiores de 30 anos na cidade

A APAE de Dois Córregos não está atendendo jovens com idade superior a 30 anos, isso porque não tem recebido valores para custear esse atendimento.Segundo informações da diretoria da APAE houve uma diminuição nos valores dos convênios com o Estado, Município e União o que impossibilita o atendimento apenas com recursos próprios que já é utilizado para pagamentos de complementação da Educação Especial, atendimento técnico, recursos humanos, cargos sociais, impostos, manutenção do prédio, alimentação e material pedagógico.Ainda com base nas informações da entidade em reuniões realizadas junto ao prefeito Ruy Favaro, Ministério Publico e representantes da Prefeitura, ficou acordado que a APAE continuará oferecendo a contrapartida do serviço mas depende de comprometimento da Prefeitura Municipal com transporte desses alunos, aumento na merenda escolar, dois monitores e duas professoras, o que para a entidade é impossível oferecer sem a ajuda do município.

No dia 9 de novembro de 2016 foi realizado um dia de paralisação contra o corte de repasse pela Secretária Estadual de Educação, segundo informações esse corte ocorreu pois a Secretária acredita que não há mais possibilidade de alfabetização desses alunos acima de 30 anos, o que é um absurdo.
A APAE de Dois Córregos atendeu esses alunos diariamente mesmo sem receber os recursos necessários até o ano de 2015, gastando assim toda sua reserva de recursos próprio, em 2016 atendeu alternadamente duas turmas, uma as segundas, quartas e sextas-feiras, outra as terças e quintas-feiras.
O grande impasse entre Prefeitura e APAE tem gerado desconforto na sociedade, por um lado pais que contavam com esse auxílio na educação desses atendidos, além claro da evidente necessidade desses usuários no convívio social que tinham na entidade.
Enquanto APAE  e Prefeitura não chegam a um acordo a população continua procurando a imprensa local para relatar as mais diversas dificuldades com a situação. O que deve haver é um consenso, se a APAE arcar com o atendimento sozinha teremos mais uma entidade prestes a fechar as portas. Será muito importante o dialogo do prefeito Ruy Favaro com a diretoria da APAE para devolver a paz social para os alunos e seus familiares.
Está prevista uma reunião com a promotora Ana Beatriz, diretores da APAE e o Prefeito hoje dia 24 de março.
Vamos aguardar, mas que seja a melhor solução para todos.
 


Esta matéria teve 27 visitas até agora. Data da publicação: 08/05/2017

Publicidade